UFPA, UFES, UnB, UFCE, UFPB, UFMG, UF de Uberlândia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

UFPA, UFES, UnB, UFCE, UFPB, UFMG, UF de Uberlândia

Mensagem  julioclausi em 14/9/2007, 5:34 pm

Professores da UFPA aprovaram paralisação no dia 28/9

Com o auditório da reitoria lotado, os professores da UFPA aprovaram, por ampla maioria, hoje, 13, em assembléia geral, o indicativo de greve da categoria para a última semana de setembro. Como a mobilização é nacional, os docentes decidiram que a data para a deflagração do movimento grevista deverá ser definida conjuntamente, durante a reunião do Setor das IFES, que acontecerá no próximo dia 15 de setembro, em Brasília. A reunião contará com a presença da professora Sandra Moreira, representando a ADUFPA.

Durante a assembléia, os docentes deliberaram contra a implantação do Plano de Expansão e Reestruturação das Universidades Federais (REUNI) na UFPA. Os professores decidiram, ainda, paralisar as atividades no dia 28 de setembro pela manhã para participar do debate que a reitoria vai promover no mesmo dia, a fim de discutir o REUNI. Na ocasião, os docentes deverão expor seu posicionamento contrário ao Plano. A paralisação é um protesto à forma como o REUNI está sendo encaminhado na UFPA.

Antes das deliberações, os professores fizeram uma avaliação da conjuntura nacional e criticaram o fato do governo não reajustar o salário dos servidores federais, apesar de divulgar constantemente aumento em sua arrecadação.

Na assembléia, os professores relataram, ainda, a insatisfação da categoria com a política educacional do governo federal e se mostraram indignados com os escândalos de corrupção, que tomam conta do Congresso Nacional. No final da assembléia, os professores aprovaram uma moção de repúdio à decisão do Senado Federal em absolver o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), envolvido, de acordo com o Conselho de Ética, em esquemas de corrupção.

Adufes discute o REUNI

A Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal do Espírito Santos - Ufes (Adufes-S.Sind.) e o DCE organizaram o debate “REUNI: A nova face da Reforma Universitária”, com o objetivo de conscientizar toda a comunidade acadêmica sobre os ameaças contidas no decreto presidencial. A atividade contou com a presença do professor da Ufes Edson Cardoso e do diretor da UNE Juliano Medeiros.No início da manhã, os estudantes organizaram um bloqueio de veículos no portão de entrada da Ufes. Quem tentou entrar na universidade teve que deixar seu carro e continuar a pé.

Docentes da UnB fazem vigília no MPOG

Enquanto os representantes do ANDES-SN se reuniam com o secretário de Recursos Humanos do MPOG, Duvanier Paiva Ferreira, vários professores da UnB participaram de uma vigília em frente ao ministério. Ao som do forró do grupo musical Paraibola, eles protestaram contra o desinteresse do governo em negociar com a categoria e chamaram atenção de outros servidores públicos que transitaram no local.

O professor do Departamento de Serviço Social, Perci Coelho de Souza, levou para o ministério a turma de calouros para a qual teria de dar aula na manhã de hoje. A tarefa dos estudantes era entrevistar os docentes sobre a pauta de reivindicações, sobre o REUNI e apresentar um relatório na próxima aula da disciplina Questão Social e Serviço Social.

Segundo ele, antes de seguir para a Esplanada dos Ministérios, apresentou aos estudantes o debate sobre o REUNI que o movimento docente vem fazendo e sobre a pauta de reivindicações a fim de que eles tomassem conhecimento do assunto e entendessem os motivos que levaram os professores a paralisaram suas atividades. No Departamento de Serviço Social, a paralisação foi total.

Na UnB, vários departamentos interromperam as atividades. Na primeira hora da manhã, professores integrantes da Comissão de Mobilização promoveram um “arrastão” no Minhocão, ao som do forró do Paraibola, para chamar os professores a participarem não só da paralisação, mas também da manifestação ocorrida no ministério.

Outras atividades

Os docentes da Universidade Federal do Ceará – UFCE também se reuniram em assembléia para discutir a Campanha Salarial 2007 e a construção da greve da categoria. Na Universidade Federal de Alagoas – UFAL, os professores compareceram à sede da seção sindical, para efetivar uma vigília simbólica.

A Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba - ADUFPB aproveitou a mobilização da comunidade acadêmica para discutir o REUNI, um dos pontos da pauta de reivindicação da categoria.

O evento, que começou às 9h, contou com a presença dos debatedores Jaldes Reis de Meneses, membro do Consuni da UFPB, e do professor Antônio Lisboa, representante do ANDES- SN. Antes da realização do debate, os docentes promoveram um arrastão pelos corredores da universidade, convidando professores, funcionários e alunos a participar.

Na Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso, durante a paralisação nacional, os docentes optaram por realizar uma assembléia, às 14h, para discutir a reforma universitária.

Mesmo os professores da Universidade Federal de Uberlândia, que se encontram em férias, decidiram promover uma atividade política para marcar a data: uma reunião ampliada do colegiado na sede da seção sindical para discutir a perspectiva de deflagração de greve dos docentes das instituições públicas de ensino superior.

Fonte: ADUFPA, ADUFES e ADUnB

http://www.andes.org.br/imprensa/ultimas/contatoview.asp?key=4689

julioclausi

Mensagens : 5
Data de inscrição : 13/09/2007
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum