Carta de Esclarecimento do Reitor a Respeito do REUNI

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Carta de Esclarecimento do Reitor a Respeito do REUNI

Mensagem  Alien em 14/9/2007, 2:13 pm

Esclarecendo o REUNI


Carlos Moreira Jr.
Reitor da UFPR



Nos últimos dias, a Associação dos Professores da UFPR tem veiculado uma série de manifestações contrárias ao REUNI com diversos argumentos. Sendo, também, associado da APUFPR, entendo que tenho o mesmo direito daqueles que se utilizaram da página da APUFPR para emitir suas opiniões.

Desta forma, passo a esclarecer diversos aspectos do REUNI que em meu entender estão sendo mal interpretados e avaliados por parcela da comunidade universitária.

Em primeiro lugar é preciso esclarecer que o recurso destinado ao REUNI não terá qualquer contingenciamento por parte do governo federal e não está atrelado ao limite de 1,5% do PIB com gastos de pessoal, até porque já foi orçamentariamente definido pelo Presidente da República para o Ministério da Educação.

O MEC propõe um aumento de 20% no orçamento global da Universidade para a contratação de novos professores e servidores técnico-administrativos, bem como, alocou dois bilhões de reais para o início das reformas físicas necessárias em todas as IFES. Este aporte de recursos será feito em parcelas e de acordo com as metas a serem atingidas pela instituição.

Existem apenas duas metas a serem atingidas: diplomação de 90% dos estudantes matriculados e a relação de 18 estudantes por professor. Além disso, o REUNI recomenda a ampliação das vagas noturnas e a mobilidade acadêmica. Vale lembrar que o ingresso no REUNI é uma decisão de cada Universidade e não se trata de uma imposição feita pelo Ministério.

Durante décadas a comunidade universitária tem clamado pela expansão da universidade pública como forma de alavancar o progresso do país e superar as imensas desigualdades existentes. Temos, insistentemente, pedido pela contratação de mais professores e técnico-administrativos. Urgimos por recursos para reformas de instalações físicas e laboratórios, bem como, a aquisição de novos equipamentos.

Em contrapartida, a única coisa que o MEC pede é um aumento da eficiência, tanto na diplomação quanto na relação estudante/professor. Os números da UFPR são os melhores entre as IFES. Temos 74% de diplomação e 14 estudantes por professor. Atingir as metas propostas pelo MEC não será tão difícil assim. Ainda, o aumento de vagas noturnas é uma necessidade que todos nós concordamos.

O estranho de tudo isso é que, agora que nos oferecem recursos e meios para resolvermos a maior parte de nossas demandas, segmentos da comunidade acadêmica preferem enxergar tudo com desconfiança e induzem a fazermos a opção pelo atraso.

Tenho falado com todos os reitores das IFES e a opinião é unânime no sentido do ingresso maciço no programa. Mesmo reitores que em passado recente escreveram cartas com críticas ao programa, após esclarecimentos por parte do MEC, mudaram de posição e apóiam o REUNI, como o reitor da Universidade Federal de Campina Grande, na Paraíba.

É chegada a hora de nós, professores universitários, darmos um passo à frente na construção de um Brasil mais justo e solidário, expandindo a universidade pública e fazendo dela um verdadeiro instrumento transformador de nossa sociedade.

Fonte: http://www.apufpr.org.br/artigos/20070910_reitor.htm

Alien

Mensagens : 7
Data de inscrição : 13/09/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum